Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Suicídio ! ...

Suicídio ! ...


A amargura era tanta
Que sua dor suplanta
A vontade de viver
Seu desejo, era morrer

Sucumbir à natureza
Num momento de fraqueza
Dos inúmeros desenganos
Pensamentos levianos

Suicídio, mente ufana
No mal, a alma se dana
Angústia, querer morrer
Desperta ! Queira viver !

Ponha Deus no coração
Se errou, peça perdão
Sua vida, é sua história
Gravada em sua memória

Não cometa uma loucura
Eu sei que a vida é dura
Mas viver é Dom Celeste
E a viver, te propuseste !

Porangaba, 03/08/2011
Armando A. C. Garcia

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário