Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

sábado, 6 de agosto de 2011

PORTUGAL




PORTUGAL

Portugal, pátria querida
Berço de conquistadores
Donde Cabral deu a partida
E, Camões cantou louvores

Onde Inês depois de morta
Foi rainha. Vejam só
Quando o amor bate à porta
De palácio ou bangalô

Se a ti o céu destinou
Grandezas, feitos sem par
Teu povo predestinou
Para o mundo navegar

Foste tu, que o novo mundo
Ao velho mundo mostrou
Rasgando o oceano profundo
Com caravelas singrou

Portugal de lés a lés
És um encanto sem par
Orgulho do português
Um jardim à beira mar !

Teu povo heróico e valente
Não se deixa derrotar
Tua luta foi permanente
No continente e além mar

Sem fraquezas descendentes
De fortes pais e avós
Os temores são confitentes*
De quem tem medo a sós

São Paulo, 18/07/2008
Armando A. C. Garcia

* quem confessa

Nenhum comentário:

Postar um comentário