Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Feliz Natal 2016


Feliz Natal 2016                               











Senhor,          
Eis-me aqui novamente neste Natal.         

O Universo comemora
Esta luz da Eterna Aurora
Que veio mostrar ao mundo
Que a paz, do amor profundo

Está no coração da gente,
Em saber ser consciente
Repartir com a humanidade
Esse sonho de igualdade,

Com coerência angelical
Como a paz que este Natal
Inspira em nossos corações
Sem orgulho, ou ambições.

Seja fruto da consciência
Essa sua benemerência
Para com o desvalido
Num óbolo despercebido

No conceito da verdade
O mandamento caridade
Transfigura o cidadão
Tanto mais que uma oração

Essa migalha de ternura
É uma estrela, em noite escura
Perfumando tua existência,
E dando à alma prudência.

Vamos lá, ó meu irmão
Que o mundo tem o condão
De promover esta mudança
Pra teres a bem-aventurança

- De Jesus o Salvador                            
Este será o dom maior
Da inteligência e do amor
Que vem de Deus, o Criador !


    Feliz Natal - 2016     e      
    Alvissareiros sucessos de
    Próspero Ano Novo – 2017
   
                                 
Com Amor e Carinho
do Autor:
      São Paulo, 21/09/2016 (data da criação)
      Armando A. C. Garcia
        
      Visite meus blogs:
     http://preludiodesonetos.blogspot.com
     http://criancaspoesias.blogspot.com

      Direitos autorais registrados
    Mantenha a autoria do poema


terça-feira, 15 de novembro de 2016

Desejos insatisfeitos

Desejos insatisfeitos


Com a sorte ninguém está contente
Deseja sempre mais, insatisfeito.
Redobrar seus desejos evidente,
Parece-lhe um legítimo preceito

O coração humano se alimenta
De desejos insaciáveis de poder
E usa a mente como ferramenta
Pra de mil ilusões se abastecer

Não vê que o destino é quem ordena
Que não pode exigir outra mudança
Sua cobiça, é aquela que o condena.

Perdido nos sentidos de tal arte
De todo querer lhe resta a esperança
De ter sido atendido em grande parte !

São Paulo, 15/11/2016 (data da criação)
Armando A. C. Garcia


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com            
http://criancaspoesias.blogspot.com

 
Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Novos caminhos

Novos caminhos


A incerteza nos envolve no caminho
Na vontade ambiciosa de vencer
O pensamento não está sozinho
E cria a esperança se aprouver

Nossas vozes ecoam no destino
Para o mundo impassível e quedo
À luz da liberdade, paulatino
O progresso, qu’vence e afasta o medo

Com novas escolhas, mil planos traça
Num esforço sobrenatural divino
Que não se dissolve ou embaraça

Nas ilusões que andamos plantando
No belo sonho da pátria e seu hino,
À luz da crença que vamos levantando !

São Paulo, 15/11/2016 (data da criação)
Armando A. C. Garcia


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com            
http://criancaspoesias.blogspot.com

 
Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

O tempo corrói o amor

O tempo corrói o amor


O tempo corrói o amor
Desunindo a afeição
Peito vazio onde a dor
Suplanta a ablação.

Lembranças viram saudade
Vagando espaço sem fim
Aonde a terna amizade
Transforma-se em Arlequim

O tempo põe fim ao anseio
Trancando com as aldravas
O sentimento alheio,
Silenciando as palavras.

O tempo deixa nos rastros
Silenciosas pegadas
Tal nau que sustenta os mastros
Pelas águas agitadas

E nessas águas profundas
Vagando silenciosa
Por vezes a nau se afunda
Como a paixão mentirosa !

São Paulo, 14/11/2016 (data da criação)
Armando A. C. Garcia


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com            
http://criancaspoesias.blogspot.com

 
Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema