Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 10 de abril de 2012

Torre de Babel

Torre de Babel


A gente pensa que um dia
Vai conseguir o que quer
Quando a benesse é obtida,
Eis que surge outro querer

Tudo na vida é assim
Nunca estamos satisfeitos
Por isso há guerras sem fim
Neste mundo de imperfeitos !

O homem é um predador  
Da sua própria consciência
Ao invés de puro amor
Parte para a violência

Já na criação do mundo
O Caim matou Abel
P´ra Deus, desgosto profundo
Uma torre de Babel.

São Paulo,10/04/2012
Armando A. C. Garcia


Nenhum comentário:

Postar um comentário