Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Frontispício


Frontispício


Atravessa o *frontispício
Um pensamento genial
Que um louco no hospício
É menos louco afinal

Que um bardo trovador
Quando a flecha de cupido
Derrama afeto e amor
No coração esculpido

Surge o amor, a amizade
A simpatia e ternura
A afeição de verdade
E carinho de fé pura

No delirante agasalho
Que envolve o coração
Nem o véu do manto falho
Lhe dá mais consolação

O bardo desterra a pena
E para de escrever
Agora, lembra-se apenas
Do amor duma mulher !

Porangaba, 21/04/2012 
Armando A. C. Garcia 

·         Fachada principal de um edifício; fig. rosto; cara

Nenhum comentário:

Postar um comentário