Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quarta-feira, 21 de março de 2012

Só... (3) Trovas

Só... (3)  Trovas

Para sempre, esconder-me-ei
Na capa imensa da terra
Num jardim de flores, viverei
Pondo fim, à nossa guerra
===================

Nesta linha transitória
Que há, entre a vida e a morte,
Um espaço, limita a glória 
Que é, denominado sorte !
===================

Se contrarias, contrários
Serás tu, contrariado
No caminho dos calvários
Gastarás o teu solado
====================

São Paulo, 21/03/2012
Armando A. C. Garcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário