Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 20 de março de 2012

Sedutora !...


Sedutora !...

Lá no fim da minha rua
Está o início da tua
Não tinha como não ver
Tão sedutora mulher

Passava toda garbosa
Num vestido cor de rosa
Sedutora e atraente
Era linda, sorridente

Sua graça sedutora
Como a matiz da aurora
Espargia no caminho
O olor do rosmaninho

De todas era a mais bela
Nem a santa da capela
Tinha seu rosto igual
Era linda e sensual

De inefável doçura
No sorriso a formosura
E a harmonia das cores
De um jardim de flores

Uma rosa de ternura
Cheia de amor e ventura
Que na minha juventude
Amei-a o quanto pude

Era a mais linda donzela
Doce alento, virgem bela
Que neste mundo já vi
E... em procela, a perdi !

São Paulo, 20/03/2012
Armando A. C. Garcia

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário