Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 4 de setembro de 2011

PORANGABA

PORANGABA

A singeleza deste lugar
Deslumbra o ego da alma
Sua natureza tão calma
Suaviza a vista ao olhar

Na bucólica paisagem
Cheia de paz e harmonia
Seriemas em sinfonia  
Na brisa suave da aragem

Atestando o esplendor
A sensação nos invade
E a paz que reina à vontade
Faz da cidade um amor

De ternura envolvida
Esta cidade querida
É pacata e tranqüila
E o sol que aqui rutila

Tem mais brilho, tem mais cor
Suas coisas, sua gente
São futuro, são presente
Neste cantinho de amor

É um silêncio profundo
Que suaviza a canseira
Onde a cor é verdadeira
Neste recanto do mundo

Porangaba, assim se chama
Esta terra consagrada
Sua história é pincelada
No auspício que derrama

São Paulo, 15/01/2010         
Armando A. C. Garcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário