Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

ESPERANÇA ASSAZ !

ESPERANÇA ASSAZ !


Esperança, é sonhar para diante
Sonhar, o bom, o melhor, a ventura
É aguardar qu’o sonho de ora avante
Tornar-se-á um dia real pintura !

Esperança, tu animas desanimados
Dás espectativas ao moribundo
Às namoradas dás altares sagrados
E alargas os horizontes no mundo

Como linda flor que enfeita um vaso
No mar largo ao imo do marinheiro
Dás alívio, quando o sol entra no *ocaso
E já noite escura, cintila o cruzeiro

Ao lavrador que semeia esperanças
Espera colheita farta e abundante
Teme no tempo constantes mudanças
E a Deus reza uma prece confiante!

A vida é assim uma grande esperança
Não se rege, como o amor pela razão
Urge o tempo, urge a confiança
De ter na esperança, um elo do coração !

Porangaba, 07 de setembro de 2011
Armando A. C. Garcia

*poente

Nenhum comentário:

Postar um comentário