Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

sábado, 25 de fevereiro de 2012

... Sublime flor

... Sublime flor

A essência da alma é o amor,
A paciência o filtro natural
capaz de purificar o atual.
A caridade, é a sublime flor

Estas virtudes, com a humildade
Constituem o cerne de um ser
O núcleo central para conviver
Em paz com Deus e a humanidade

Através da edificação moral
O homem resgata sua dívida
Na palavra de Deus prometida
Ego da transformação social

Demolindo os altares do orgulho
Humildes e brandos os corações
Deles emanam eflúvias emoções
Que afastam discórdia e barulho

Os limites do mundo são estreitos
Embora nos pareçam colossais
Corrompidos caminhos que trilhais
Sem remédio que combata os feitos

A pureza do coração é vital
Para excluir orgulho e o egoísmo
E conquistar o dom do altruísmo
P'ra alcançar o patamar celestial.

Porangaba, 23/02/2012
Armando A. C. Garcia


Nenhum comentário:

Postar um comentário