Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 4 de agosto de 2019

Homenagem à Rainha do Fado Amália Rodrigues



Homenagem à Rainha do Fado
Amália Rodrigues

Amália, do outro lado,
Junto do Homem da cruz
Pediu pra cantar um fado
Em homenagem a Jesus

Deus consentiu no pedido
E foi ouvi-la cantar
Ficou muito arrependido,
Tê-la mandado chamar

Disse ao anjo, francamente
Que vacilo foi o teu
Amália, eternamente
Em Portugal tinha o céu !

É tão grande a perfeição
Da cantora portuguesa
Os anjos não conseguirão
Imitá-la, com certeza

Ao povo das caravelas
Que tantas graças lhe dei
Dei-lhe Amália como estrela
Por descuido lh'a tirei !

São Paulo, 29/04/2013
Armando A. C. Garcia


Visite meus Blogs: 
http://brisadapoesia.blogspot.com 
http://preludiodesonetos.blogspot.com               http://criancaspoesias.blogspot.com
                                                                            
Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

sábado, 3 de agosto de 2019

O TEU SORRISO MORENA !


O TEU SORRISO MORENA !

O Teu sorriso sem par
Balança meu coração
Suas cordas faz trinar
De amor e emoção

Não há sorriso no mundo
Que a ele se possa igualar
Nem há amor tão profundo
Que se possa comparar

O teu sorriso morena
Aberto de par em par
Dá a sensação plena
De que desejas amar

Cintilam no teu olhar
Fulgentes ondas de amor
A imensidade do mar
Do que ele, não é maior

O teu sorriso menina
Nas asas do pensamento
Meu pensamento domina
Sem alcançar o intento.

Leva-me o teu sorriso
A esquecer meu tormento
Nestes versos de improviso
De algum juízo isento.

Morena, linda morena
Quero tanto te beijar
Minha boca, será pequena
Para a tua saciar !

São Paulo, 19/07/2008
Armando A. C. Garcia


Visite meus Blogs: 
http://brisadapoesia.blogspot.com 
http://preludiodesonetos.blogspot.com               http://criancaspoesias.blogspot.com
                                                                            
Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

AMAZÔNIA !


AMAZÔNIA !

Motosserras, correntões e queimadas!
Transformam o verde em vermelho, o dia em noite
Expansionismo geométrico de mourões
Toras de jacarandá e mogno, são serradas
De pau-brasil e cerejeira, sem açoite
Deixando ricos, ilustres figurões ...

Choram a mata atlântica e as pobres mariposas
Chora a fauna e a flora a cada derrubada
Só não chora, o vil do rico fazendeiro
Nem o extrativista de gemas preciosas.
Ajuste de assentamentos, libera a queimada
Amazônia é dominada com o nosso dinheiro !

Com tais recursos, no mundo não há igual
Região de flora exuberante em variedade
Seringueiras donde se extrai a borracha
Castanhas-do-pará. Ouro, o rei metal
Peroba, ipê, madeira de alta densidade
P’ra coibir, só o Governo apertando a tarracha

Tem calcário, cassiterita, estanho e cobre
Ouro e diamante em grande profusão
Ferro e manganês, recursos infindáveis
Exploração que a realidade encobre
Com terrível disputa pela terra em vão...
Nem seus pobres rios ficam intocáveis !

São Paulo, 16/10/2008
Armando A. C. Garcia


Visite meus Blogs: 
http://brisadapoesia.blogspot.com 
http://preludiodesonetos.blogspot.com               http://criancaspoesias.blogspot.com
                                                                            
Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema