Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Quanta luz !

Quanta luz !

Quanta luz, quanta glória
Espargem os céus na terra
É de Deus esta vitória
E tudo que ela encerra

Senhor meu Deus, a teus pés
Abrirei meu coração
E tudo, nele que Tu vês
É obra da redenção

Vacilei desamparado
Neste mundo de aflição
Agora, estou a Teu lado
Sinto o mundo em minha mão

Meu sonho *megalômano
Maior que minha conquista
Fez de mim, tal um cigano
Da humanidade, egoísta  

Estendo os braços na cruz
Onde ergueram no calvário
O Teu filho; O Bom Jesus
Julgado, tal mercenário

Misericórdia Senhor,
Para esta humanidade
Que não ama com fervor
O Arquiteto Criador

Eu quero ser aprendiz
Fruir de Tua amizade
Viver na vida Feliz
Afastado da vaidade !
                                         *Mania de grandeza

São Paulo, 18/02/2014 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Obrigado por visitar meu Blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário