Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Será paixão !



Será paixão !

Será paixão descontrolada,
Arrebatamento sem fim
Sinto a mente desmiolada,
Se estás ausente de mim

Tuas lembranças *atávicas
Têm o olor do jasmim
Como **adaras arábicas
Vivendo um sonho sem fim

Numa alquímica perfeita
Igualmente conhecida
Nossa união se estreita,
Nossos peitos dão guarida

Devagar, sempre avançando
Nosso amor se concretiza
Crescendo, ramificando
E aos poucos se eterniza

Um devaneio, um sonho
Vos peço condescendência 
Se desfeito, é tristonho
Por sua ***degenerecência

Finjo tanto acreditar,
Nesta mentira fingida
Ser verdade, chego a pensar
Seres tu, meu amor na vida!

São Paulo, 04/09/2012
Armando A. C. Garcia

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br
·       Ornada; aformoseada
**Virgens árabes
***decaimento; definhamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário