Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

sábado, 14 de janeiro de 2012

Só a inteligência

Só a inteligência

Só a inteligência identifica as formas causais
Do evento que engaja o raciocínio
Da mais profunda compreensão intelectual
Ao conjunto complexo dos fenômenos

Ela nos dá o sentido das coisas neste mundo
No conjunto de capacidades independentes
A inteligência aclara e organiza a fundo.
É a faculdade de pensar e compreender

Dá-nos o discernimento de avaliação
E a sagacidade de confrontar os objetos
Das abstrações, pela racionalização
Permitindo transformar, modificar ou recriar

A inteligência é o conjunto abstrato indefinido
Que a própria inteligência não sabe definir
É a essência, o espírito que formula a idéia
Capaz de diferenciar o comum do anormal.

São Paulo, 14 de janeiro de 2012
Armando A. C. Garcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário