Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Tua beleza


Tua beleza

Tua beleza e encanto
Balança minha emoção
É um arroubo e tanto
Prazerosa profusão

A arte da natureza
Pôs em ti, todo requinte
Deu-te a maior riqueza
Que, não tem pintor que pinte

Esplendorosa e bela
Majestosa qual rainha
E ao mesmo tempo singela,
Onde o desejo se aninha

Teu encanto me domina
Não respeita meu querer
Minha razão se inclina
Sujeita a nunca te ter

Trina longe a melodia
Não vem de ti o cantar
Mas sinto nessa harmonia
Meu coração a te amar

Estás longe, qual estrela
Que à noite fito no céu
É só abrir a janela
Que estarei ao lado teu

Sinto olor do teu perfume
Na ramagem das flores
Em torrentes como lume
Consumido de amores  !

Porangaba, 16/06/2012
Armando A. C. Garcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário