Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 16 de outubro de 2022

Abrolhos...

Abrolhos...

 

Nesta vida, não te percas no caminho

Na estrada que faceia o torvelinho,

O qual derrama o fel da ingratidão

E o desencanto nos flancos da ilusão

 

Não entregues à horrenda desventura

Nem envolvas em pranto e amargura

A prosperidade do teu coração

Usa tua mente, e tua imaginação

 

Ameniza o desconforto e afasta

Para longe, a vil ingratidão nefasta

Que se apoderou da tua fantasia,

 

Pois berço do imenso amor é sinfonia

E tua alma terá dias de alegria

Ao sentir que o amor em Deus lhe basta !

  

São Paulo, 15/10/2022 (data da criação)

Armando A. C. Garcia

 

Direitos autorais registrados

Mantendo a autoria do poema – Pode compartilhar

Nenhum comentário:

Postar um comentário