Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

... Sem igual ! Porangaba

... Sem igual !    Porangaba       

 

Do canto da ave mais canora

Ao brilho do sol refulgente

É a vida pacata dessa gente

Aqui, tudo ainda é como outrora

 

Lugar aprazível, sem igual

Recanto prazeroso do mundo

B’leza d’encanto imenso e profundo

Maravilha  na paz convival

 

Mais que, possa a mente perquirir

Para abeirar-se da tranquilidade,

O encanto desta comunidade

É como flor que rebenta ao florir,

 

E, à natureza se manifesta

Com o brilho do amor que abriga.

É uma flor, em contraste à urtiga

Na força criadora da floresta.

 

Descrever inigualável recanto

É preciso invejável talento

Como eu, não possuo cem por cento

Apenas retrato aqui, a cor do manto

 

Tu, podes conhecer esse lugar

Porangaba, a Cidade Sinfonia.

Em tupi-guarani, Bela vista

Com certeza, vais-te apaixonar!

 

Porangaba, 23/11/2014 (data da criação)

Armando A. C. Garcia –

 

Visite meus blogs:

http://brisadapoesia.blogspot.com

http://preludiodesonetos.blogspot.com

http://criancaspoesias.blogspot.com

 

Direitos autorais registrados

Mantendo a autoria do poema – Pode compartilhar       

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário