Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 7 de julho de 2020

O Universo em guerra (soneto duplo)

O Universo em guerra
        (soneto duplo)

O universo inteiro está em guerra
Desta vez sem bomba atômica ou canhões
Milhares de seres morrendo nesta terra,
Cada batalha colhe almas aos milhões

Os países, têm perda irreparável
De vidas humanas, em luta desigual,
O inimigo atacante é invisível
Não há quem destrua seu potencial,

A guerra atravessa todas fronteiras
O equilíbrio de forças é descomunal,
Não mede o tamanho das algibeiras

Vai ceifando, como a seara do trigal
Em cada nação, o prejuízo é brutal.
É uma guerra, onde a perda é abissal !

      ------------------------------

Esta guerra não é a destruição de cidades
De prédios, de casas ou de plantações
É guerra humana, contra a humanidade
Onde um, mata o outro, sem informações

O inimigo é comum, porém é invisível
Ninguém sabe onde se encontra o hostil
A humanidade reconhece ser terrível
Pois sua transmissão é muito fértil

Nesta guerra a humanidade não perde bens
Em contrapartida perde vidas aos milhões
Que é o bem, mais precioso da humanidade

Talvez seja um aviso ao gênero humano
Do além, de que andamos muito distante
Dos desígnios de nosso Deus neste plano !

07-07-2020
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário