Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 23 de junho de 2020

O Agnóstico

O Agnóstico

Agnóstico, é o nome pomposo de ateu
Aquele que diz, não existir Deus, nem o céu
Diz-se descrente, sem fé, sem religião
Entretanto, preocupa-se com sua condição

Agnóstico é aquele que diz não crer em nada
Todavia, no íntimo recôndito da alma
Tem a semente que procura não germinar
E diz o mundo infestado de mentiras

Diz que a noção de justiça foi subvertida
Por Deus poder torturar a alma humana
Banindo a compaixão dos corações
Transformando homens em demônios

Que o Deus da bíblia é insensível, justiceiro
Que todas as religiões tem concepção errada
E influenciam o homem a sacrifícios e orações
Que Cristo foi uma lenda, um mito, e que,

Dos pagãos, adaptaram a eucaristia:

Que no festival da colheita faziam bolos de trigo      
E no preito a Ceres e a Baco bradavam
A Ceres, “esta é a carne de nossa deusa”
E a Baco, “Este é o sangue de nosso deus”

Que não há, nem houve um ser criador
Vez que triunfa a injustiça neste o mundo
Que o dizem governado por um Deus
Um Deus que dizem, criador de doutrinas cruéis

A espalhar guerras e mortes no mundo
Terremotos, inundações, secas noutras regiões
Vulcões vomitando fogo, relâmpagos letais
Onde está a bondade de Deus, eles perguntam.

Porém, lá no fundo de seus corações
No recôndito da alma, eles crêem num Deus
Talvez à sua maneira e conveniência
Um Deus que atenda e entenda suas intenções.

E ao final diz: Sou Ateu, "Graças a Deus"... 

São Paulo, 12/08/2012
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://criancaspoesias.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário