Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Solitários


Solitários
Na solidão, vivemos atrás da porta
Qual fantasma nas trevas escondido
Pra não sucumbir a esse mal oculto
Que dizima, mesmo sem estar combalido

Esse mal que nos manieta e assusta
E que não pára, ao oposto - avança
Atrelado ao desalento, tão injusta
Leva o velho, o jovem e a criança

Oh! Solidão que incisiva a nós vieste
Nas asas da descrença e imensa dor
Só temos a esperança e o azul-celeste

Para nos auxiliar neste isolamento
Só tu oh esperança... e o bom  Deus
Para nos ajudar deste retraimento !

25-05-2020
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário