Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Vivo num oceano,


Vivo num oceano,


Vivo num oceano, que me queima,
Tristes caminhos, rasgando meus versos,
Que sobre as ondas caminham dispersos
Decerto, viver deste jeito é uma toleima

Vencido e mil vezes desejando
A morte, tão estranha e honrosa
A esta vida, fingida cor de rosa
Que mil segredos a dedo foi pintando

Nas entranhas da trama a solidão
Que o silêncio inacabável mudou
Num gesto desigual ao que passou

Empurrando pra longe o coração,
Escondendo no horizonte a lucidez
É isso, que ela fez, com sordidez !

São Paulo, 04/09/2018 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário