Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 3 de julho de 2017

No quarto da solidão

No quarto da solidão


Nas sombras do quarto da solidão
Voa dentro de si uma saudade
Que enxovalha o pobre coração
Envolto numa triste ansiedade

Coberto p’las sombras, injuriado
Não restou outra saída no caminho
Cansado de tanto ser maltratado
Sem amor, sem afeto, sem carinho

Enfrentou o seu ódio e rancor.
Ao invés de dar-lhe amor e carinho
Ele foi sempre tratado com furor.

Vive, agora, no quarto da solidão
Morando com a pobre saudade
E uma imensa dor, no coração !

São Paulo, 02-07-2017 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário