Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Longe do desejo !

Longe do desejo !
  

Chora de saudade o meu coração
Daquele amor distante que não vejo
Vivo, em inexaurível escuridão,
O fado trouxe-me pra longe do desejo !

Ó destino cruel, triste amargura
Que independente da nossa vontade
A vida inteira nos fere e tortura
Fazendo dos dias, uma eternidade.

Minha alma, não vê a luz da esperança
Meu coração chora a tua lembrança
Fugiu de mim, o que eu tanto queria

Agora, vivo num mundo sem alegria
Aonde a distração, é minha poesia.
Morreu expectativa, com el’a esperança !

São Paulo, 04/05/2017 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 


Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário