Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Se alguma voz aqui se faz ouvir

Se alguma voz aqui se faz ouvir


Se alguma voz aqui se faz ouvir
É a do poeta que não para de falar
Mostrando ao povo, a luz que está por vir
E que o governo esconde sem parar.

Se alguma voz se levanta na escuridão
É a do poeta, que se pode ponderar
- E que no auge leva à sofrida multidão
Conhecimento que não se pode olvidar.

É a voz da sagacidade e da razão
Revelação verbal da palavra sem rodeios
É a análise, o conceito e a perfeição

Do valor de uma idéia, de uma crítica
É a voz que nos leva à apreciação 
Da dimensão de nossa geopolítica !

São Paulo 14/02/2017 (data da criação)        
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
   
Direitos autorais registrados

Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário