Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Num mundo de sóis !

Num mundo de sóis ! 


Surge a aurora, inundando o firmamento
De luz radiosa, zurzindo as sombras da noite
Na imensidade do espaço flutua o pensamento,
Anelado ao cosmo, ao que o axioma cria !

Num mundo de sóis, contemplando a lua
Vislumbrando a natureza no silêncio queda,
Onde às margens do infinito, canta a catatua
Desculpe, não temer, essa imensa labareda.

A fonte eterna, donde esse fanal procede
Derramando luz e calor na natureza
É a luz de Deus, é de Deus com certeza,

Eterna verdade, que brilha dos céus à terra,
Espargindo mil maravilhas no universo
Mistérios insondáveis, que seu seio encerra !

São Paulo, 03/02/2017 (data da criação)
Armando A. C. Garcia
                                
Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com         
http://criancaspoesias.blogspot.com



Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário