Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Desejos insatisfeitos

Desejos insatisfeitos


Com a sorte ninguém está contente
Deseja sempre mais, insatisfeito.
Redobrar seus desejos evidente,
Parece-lhe um legítimo preceito

O coração humano se alimenta
De desejos insaciáveis de poder
E usa a mente como ferramenta
Pra de mil ilusões se abastecer

Não vê que o destino é quem ordena
Que não pode exigir outra mudança
Sua cobiça, é aquela que o condena.

Perdido nos sentidos de tal arte
De todo querer lhe resta a esperança
De ter sido atendido em grande parte !

São Paulo, 15/11/2016 (data da criação)
Armando A. C. Garcia


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com            
http://criancaspoesias.blogspot.com

 
Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário