Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 13 de junho de 2016

O ido e o porvir

O ido e o porvir


A dor, a angústia e o sofrimento
Ajustam-se em continência á degenerescência
Dos órgãos vitais e do comportamento
Do indivíduo e de toda sua essência

Consequentemente, a plenitude da vida está
Em viver em harmonia e contentamento  
Ser feliz, e como primeiro mandamento
A Lei de Deus e todo seu cumprimento

A Felicidade consiste no amor,
Amar o semelhante como a si mesmo
Da alma surgirá o esplendor,
Manancial de toda paz e amor !

Que trará o atendimento superior
Ao indivíduo, outrora pecador
Que passa a crer na palavra do Redentor !

São Paulo, 13/06/2016 - 04:00h (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://preludiodesonetos.blogspot.com      http://criancaspoesias.blogspot.com 


Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário