Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

sábado, 5 de março de 2016

Alétheia

Alétheia

Em busca da verdade, levantei bandeiras
Busquei e revirei até o impossível
Percorri a pé todas as fronteiras
Na árdua busca do incognoscível

Espinhoso caminho que trilhei
Nas matas, florestas e serranias
Mas nada do incognoscível achei;    
E as verdades, viraram fantasias

Esgotei esperanças no elementar desejo
O vento do sentir não me conduziu
Ao paralelo do eventual cotejo,
                                                            
E a árdua busca do conhecimento
Da verdade que tanto almejei saber
Perdeu-se; num insólito momento !

Porangaba, 05/03/2016  (data da criação)
Armando A. C. Garcia 


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário