Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 17 de março de 2016

A sonda da alma

A sonda da alma

A sonda da alma é o instinto
O núcleo espontâneo, o coração
O pressentimento, é um labirinto
Ante o presságio da intuição

O tempo, é um mistério no futuro
Aonde o sol respira aliviado.
A lua, é um descanso no escuro
A dor, um sofrimento amargurado

O amor, é um sentimento de desejo
O beijo, instrumento de sedução
A beleza, uma qualidade de cotejo

A vida, é a base de um fundamento.
Período da existência em execução,
E por derradeiro... sem movimento !


São Paulo, 16/03/2016 (data da criação)
Armando A. C. Garcia         
                                              
Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
    

Nenhum comentário:

Postar um comentário