Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 28 de fevereiro de 2016

O reflexo !...

O reflexo !...


Via espelhado nas águas o reflexo
D’silhueta da mulher em que pensava
Como se p’lo poder da mente; perplexo
Descreu da imagem que se projetava

Naquela água límpida translúcida
E o que via, ele não acreditava.   
Idéias perdidas na memória da vida
Que na alma e na mente gravava

Pensou ser projeção de sentimentos
Alucinação cognitiva da mente
Assim, permaneceu estático momentos

Quando ao voltar-se prá realidade
Olhando ao redor. Viu finalmente
Aquela que projetava em si o amor !

Porangaba, 28/02/2016  (data da criação)
Armando A. C. Garcia 


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário