Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 21 de fevereiro de 2016

A adversidade

A adversidade


Esvaneceram-se suas esperanças
Depois de longo tempo a esperar
O delírio da imaginação a flutuar
O fez perder nas eternas lembranças.

A lucidez diante da realidade
Traça-nos indecifráveis caminhos,
Onde além de raros os escaninhos,
Neles, o coração guarda a amizade.

No estrugir da intensa tempestade
Que assola de dor o pobre coração
Pulsando diferente, sem reação,

O deixa perplexo e hesitante
Sentindo imensa dor alucinante
Cai, desfalecido pela adversidade !



Porangaba, 10/02/2016 (data da criação) 
Armando A. C. Garcia
 

Visite meus blogs:
 
http://brisadapoesia.blogspot.com
 
http://preludiodesonetos.blogspot.com
 

Direitos autorais registrados 
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário