Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Perdido nas ilusões do passado,

Perdido nas ilusões do passado,



Perdido nas ilusões do passado,
Não vislumbro futuro promissor
Agora, sinto-me velho e afadigado
Pra flutuar nas ilusões do amor

Que soluçam nas entranhas do ser
Já vencidas até à exaustão,
Resta apenas no acervo o viver
Deste pobre e caduco ancião

Consumidas as forças musculares
Na última expressão subliminal,
Em que pesem as cruzes dos altares,

Com elas sucumbe a crença e o sonho,
Não sucumbe o sonho em Portugal
Fantasia à qual me anteponho !

São Paulo, 20/01/2016
Armando A. C. Garcia 


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário