Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

De onde provém a idéia (soneto)

De onde provém a idéia   (soneto)


Do absconso pensamento, surge a idéia 
Esta posta em prática o cérebro a executa, 
Parece-nos uma simples panacéia 
Mas é fruto que a mente computa 

Na ignota luz da ordem natural 
Que abarca os fenômenos cognitivos 
Da percepção intelectual 
Ao algo que transcende os primitivos 

É faculdade, que posta em prática é ato 
Dela, surgem as sensações, os desejos 
E de forma genérica, ela torna-se um fato 

A idéia é o abstrato em forma de realidade 
Ela surge, toma forma e os desejos 
Alcançam a plena maturidade ! 

Porangaba, 22/12/2015 (data da criação) 
Armando A. C. Garcia 

Visite meus blogs: 
http://brisadapoesia.blogspot.com 
http://preludiodesonetos.blogspot.com 

Direitos autorais registrados 
Mantenha a autoria do poema 



Leia também "A idéia", publicada  26/11/2012 (data da criação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário