Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quarta-feira, 1 de julho de 2015

... Um pobre ornamento.

Resultado de imagem para FOTOS DE TROPEÇOS NO CAMINHO LIBERADAS
... Um pobre ornamento.


Hoje, do varão, é um pobre ornamento
Quimera do passado onde a natureza
Quebrou preconceitos e pensamento
Em vã filosofia da sordideza ...

Triunfou na adversidade a tolerância
De ideias astutas, de ideias tortas
Como a fúria do mar, cheia de ânsia
Sem pejo, porque a alma já está morta !

Ardis que a vil maldade disseminou
No berço execrando da decadência
O ser humano aos princípios declinou

Em prol das fantasias de indecência,   
E o homem volúvel, não se afastou
Da triste e malfadada degenerecência !

São Paulo, 01/07/2015 (data da criação)
Armando A. C. Garcia   

Agradeço sua visita ao meu Blog:


Nenhum comentário:

Postar um comentário