Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 25 de janeiro de 2015

Sem ti deixei meu querido Portugal



Sem ti deixei meu querido Portugal


Sem ti deixei meu querido Portugal
Com minha alma cheia de tristeza
Percorri caminhos dignos de chacal
Carregando em segredo tua vileza

Aprendi como viver ao desalento
Meu espelho abandonei com tua imagem
Quando a teu lado caminhei desatento
Ladeando teus passos que não interagem

Meu caminho, era atravessar contigo
Este mundo deserto de carinho e amor
Mas vi, para punição de meu castigo
Que meu reino, era o império da dor!

Pela ambição e grandeza do poder
Veio a cobiça por montes de tesouros
Que agita e abala qualquer mulher
Quando fita e se encanta pelo ouro

Hoje, como um sonho em vão, já se desfez
A ilusão que habitava em seu coração
E um tormento doloroso, teve vez
E assim pagou por sua infame traição !

Porangaba 24-01-2015
Armando A. C. Garcia

Obrigado por visitar meu blog:


Nenhum comentário:

Postar um comentário