Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 3 de agosto de 2014

A concupiscência

A concupiscência


A *concupiscência é o antônimo da pureza
É a principal causa dos males humanos
Fruto do desejo intenso com certeza
Por bens, gozos materiais ou sexuais

Na **preceituação, retórica-poética
A ostentação por desejos diletantes
Evidenciam procedimentos sem ética
Obra das veleidades inconstantes

Nos olhos há cobiça, na mente ilusão
Seus caminhos cruzam o intangível
Na distante presença das estrelas

Desvairadamente o seu coração
Não se coaduna com o plausível
- Despedaça-se na ambição, sem cautela !

*desejo intenso de bens ou gozos materiais
**ordenamento;.determinação

Porangaba, 02/08/2014
Armando A. C. Garcia


Obrigado por visitar meu blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário