Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

domingo, 18 de maio de 2014

No cepo da mentira

No cepo da mentira


De fatais desditas me foi a sorte
O torno das paixões sofreu um corte
O tempo mede as fúrias do ciúme
O fogo da paixão, fez dele seu lume

Feliz de quem ama e é amado
Sem ver e’engano o sonho transformado
Seu coração em paz de amor respira
Afastado que foi do cepo da mentira

Por longos anos sofri a desventura
De sua torpeza vil e perjura
Sem temor me prostrou no infame laço.

Quem ama de verdade não suspeita
Que a fera da traição já o espreita
Com a infida mão em seu abraço !

Porangaba, 18/05/2014  (data da criação)
Armando A. C. Garcia 

Obrigado por visitar meu Blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário