Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Da Árvore de Palavras



 
Da Árvore de Palavras


Duma árvore de palavras carregada
O poeta as colhe e identifica
Sutilmente as imprime e classifica
Entre visões da alma amargurada

Entre verdade, mentira e devaneio
O poeta, como em sonho as descortina
E faz delas a sombra que imagina
Para tirar o que à mente lhe adveio

Vencida esta jornada, doida postiça,
Vinculando as palavras uma a uma
Fala de amor, de dor, e como costuma

Fala de tudo, até critica a justiça
Pois, de falar, o poeta não tem preguiça
Fala tanto, e não resolve coisa alguma !

São Paulo, 28/04/2014 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Obrigado por visitar meu Blog:



Um comentário: