Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

A voz da alma



A voz da alma 


No prado o verde luzente
Onde a flor exala o perfume
No riacho transparente,
De peixes, vejo o cardume

Correntezas de harmonia
Na natureza em flor
São ornamento e magia
Da casa do Criador !

Vamo-nos distanciando
Do jardim que Deus nos deu
Os campos, vamos trocando
Pra morar em arranha-céu

Deixamos a paz, e a graça
A tranqüilidade, o encanto
Por cidades, onde escassa

A vegetação, é desencanto
Na floresta de concreto
Onde viver, custa tanto !

São Paulo, 12/01/2013
Armando A. C. Garcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário