Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

sábado, 21 de janeiro de 2012

O eco do teu canto

O eco do teu canto


O meu dia longo, já não passo em branco
Posso ouvir ao menos o eco do teu canto
Que vem se antepor ao rumo ledo e franco
Que projeta em mim a luz do teu encanto

E nessa imagem, pintada de aquarelas
Floresce a fantasia, sob as tuas roupas
Das coisas púdicas, às coisas mais singelas
Delírio do amor, do qual nem tu me poupas

Tu, tu és a intimidade do meu segredo
Flor caprichosa, que a multidão cobiça
A flor mais linda que minha alma atiça

Perfume inebriante de essências mil
És a estrela do caminho no céu anil
Imensa ternura, meu feliz degredo

Porangaba, 21/01/2012
Armando A. C. Garcia


Visite meus blogs: 
http://brisadapoesia.blogspot.com 
http://preludiodesonetos.blogspot.com 
http://criancaspoesias.blogspot.com
 


Direitos autorais registrados 
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário