Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

VIDA INDEFINIDA (Soneto)

VIDA INDEFINIDA (Soneto)

Muito inconformada e descontente
Caminhava pela vida indiferente
Seu refúgio e, também seu confidente
Era o pastor de uma igreja de crente

Na sua trajetória indefinida
Não sentia gosto, ou gozo pela vida
Sentindo a batalha já perdida
Capitulou entregando-se, vencida.

Mas eis que, certo dia despertou
Olhando o céu, viu nele alegria
E à noite, quando o sono apertou,

Fez uma prece a Deus e a Maria
E orando, a ambos suplicou
- Novo caminho. Surgiu n`outro dia !

São Paulo, 03/08/2008
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 

Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário