Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Vida Escrava !





Vida Escrava !


Aos que viram, ouviram e não perceberam
O que vem do incógnito lugar do porvir
Certamente, no mais escuro cresceram
E a duras penas deixaram de sentir

Não fosse a colossal piedade do além
Que a todos contempla na humanidade
Eclodindo intermitências os mantém
No ilimitado, por vezes em igualdade

No vocábulo, no verbo, na palavra
Está a razão em todos seus limites
Neste mistério sem-fim, vida escrava

Onde o sonho é qual navio sobre o mar
E as ondas intermitentes convites
Para as consciências, por fim clarear

São Paulo, 10/01/2008
Armando A. C. Garcia


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 


Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário