Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

SONHO REJEITADO





SONHO REJEITADO


Se soubesse que o amor por si foi tanto
Alucinantes dias de amargor e pranto
Voltaria no tempo, aos tempos de outrora
E volveria para mim seu olhar, senhora!

Feriste minh’alma e de amor foste ferida
Não foste por certo, feliz em tua vida,
- Eu venho terminar em ti minha agonia
Com os suspiros de amor que por ti sentia

Inúteis lágrimas, alento recobrado
Infeliz coração de desejos abjetos
Trocou o amor pelo metal dourado

Longe do carinho, do amor sonhado
Padecimento infindo, dias sem afetos
Mil vontades prendem, sonho rejeitado.

São Paulo 28/01/2008
Armando A. C. Garcia

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br
Visite-me: Digitando no Google:

 www.brisadapoesia.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário