Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

SEU NOME ... CARIDADE (Soneto)

SEU NOME ... CARIDADE


Sua alma taumatúrgica* de bondade
Levava à desventura o conforto
E ao obnubilado** semi morto
Lavava a alma com sua caridade

Afagou tantas feridas nesta vida
Nutrindo o indivíduo e sua alma
Levando a paz de espírito e a calma
Aquele, com a forma, quase consumida

No ergástulo*** de vidas a soluçar
De dor e amargura já vencidas
Levava o consolo para aplacar

Uma a uma, chagas d’almas carcomidas
Vigorando-lhe a emoção de par em par
Levando amor e carinho a suas vidas.

* que faz milagres
** obscurecido; nas trevas
*** Cárcere; masmorra

São Paulo, 02 de outubro de 2008
Armando A. C. Garcia

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário