Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

POETAS, POETAS... (Soneto)


POETAS, POETAS...

Poetas, poetas, despertai, despertai
Vamos sair deste sonho lírico
Já de fome o nosso povo se esvai
Vós falando só do amor empírico

Vós, vos vedes de corações partidos
Não olhais os de fome combalidos
Que sob as farpas da miséria e desventura
Se arrastam pelas ruas à procura

Abri vossos corações aos que padeçam
Desse mal que parece não ter cura
Não deixeis que vossos versos emudeçam

Vamos transmitir ao povo mais ventura
Mostrando em verso e prosa nosso protesto
Para que tenhamos um amanhã mais honesto.

São Paulo, 17/04/2005
Armando A. C. Garcia



Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 


Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário