Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O Imigrante !


O Imigrante !


Quem pela sua Pátria, noutra suspira...
Pela saudade do momento que aspira
De rever além dos mares o seu torrão
Sofre no silêncio com resignação.

Embora a dor da lembrança tanto o fira
Sem perder a confiança que lhe inspira
Forte crença rogando graças a Deus
Espera um dia ver os amigos e os seus

Sem ficar desiludido, ou perder o humor
Vê os anos passarem apressadamente
Vai pedindo a Deus, ao supremo Criador

Que com carinho e alegria, assiduamente
Na sua justiça no seu reino de amor
Chegue o dia de ver a pátria novamente

Armando A. C. Garcia
São Paulo, 28/10/2008


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 


Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário