Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Moça ! (Soneto)

Moça !


Pendendo do teu cabelo enorme trança
Moça ! Teu lindo sorriso me encanta
Tens nos olhos o brilho da esperança
Teus seios, são o ninho que acalanta

Florescente como viço, serena e pura
Reina alegria no sorriso de teus lábios
Estranhos encantos, incultos e sábios
Quando vejo a circular tua figura

Ao feitor desta obra linda e rara
Tremente curvo a cerviz e por momentos
Quero pedir a mão desta donzela clara

Na pompa usarei meus próprios argumentos
Com ares de acento, como quem se declara.
Para ser recebido com muitos contentos

São Paulo, 18/05/2010
Armando A. C. Garcia

E-mail: armandoacgarcia@superig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário