Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Há sempre um dia!... (Soneto)

Há sempre um dia ! ...


Há sempre um dia na vida da gente
Que muda o curso das coisas da vida
Depois desse dia, tudo é diferente
Dá-se conta que não tem mais saída

Muda o destino, a essência da vida
O passado, não se faz mais presente,
No quadro geral do tempo, a lida
Não é a mesma, tudo está ausente

Pretérito é o tempo que passou
Esmaecidas nele as lembranças
Que o caminho do tempo gerou

São como os brinquedos de crianças
Que o tempo, também, os encostou
Qual madeixas, das tuas lindas tranças !

São Paulo, 27/08/2009
Armando A. C. Garcia


Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 


Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário