Bem vindo à Brisa da Poesia!

Espargindo fragrância nas mal dedilhadas letras, levo até vocês, uma amostra tecida no rude tear da minha poesia! Espero que o pensamento exteriorizado nos meus versos leve até vocês momentos de deleite e emoção!
Abraços poéticos, Armando A. C. Garcia
São Paulo, 06/08/2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

AUTO-RETRATO (Soneto)

AUTO-RETRATO


Eu era um belo rapaz na mocidade
Os tempos passam, a velhice avançando
As rugas, não me dão paz, face à idade
Estatura mediana, meu nome Armando.

O nariz mais p’ra grande que pequeno
Olhos castanhos da mesma cor o cabelo
Que hoje é grisalho, rosto moreno
Agora, triste aparência, nenhum desvelo

Se meus versos revelam algum talento,
Do inábil poeta que os escreveu
Vale mais o clamor de vosso intento

Do que a sanha de quem os escreveu.
Eis aqui, quem de furor algum é isento
Estando a ele mais propenso, que quem leu

São Paulo, 17/09/2009
Armando A. C. Garcia

Visite meus blogs:
http://brisadapoesia.blogspot.com
http://preludiodesonetos.blogspot.com
http://criancaspoesias.blogspot.com
 


Direitos autorais registrados
Mantenha a autoria do poema
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário